3 de janeiro de 2013

merthiolate.

me acorde
e toque aquele nosso acorde
pra perceber que a-cor-de amor é tom febril.
tom de voz, a tua.
quem  dera fosse minha
pra te encantar com qualquer cantoria sobre o nosso canto.
dessas divisas que aposta a por e não quebra por fronteira que for
e essas linhas que nos separam, eu costuro meu coração no teu peito
e leva...
já que não acho mais você, deixo você se achar
que quando eu chegar
você não vai mais me enxergar, prometo,
terá a paz que deseja...
me liberta vida, me liberta, pr'eu ficar achada em outros falsos amores
que do verdadeiro me desapegue
e não chame pra voltar nem em devaneio
afim que em amar de novo já não creio. e só.

não sou djavan, não caetane-ei, mas disfarcei e chorei.

5 comentários:

  1. Apesar de todo mundo dizer e ser verdade, chorar não resolve nada, mas nos ajuda tanto, pois alivia o nosso sofrer, o nosso pesar. Beijos

    ResponderExcluir
  2. E são essas coisas que mexem com a gente e nos deixam mais sensíveis.
    Adorei!

    Beijo,
    sweetgirldreams.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. |Acho que chorar é um tipo de desabafo, por isso quando fico um pouco "sei lá" eu choro.

    Seria pedir muito pra voltar no blog? @esteffanifontes - tt
    Se você leu seu comentário até aqui, obg pela atenção!
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii, adorei o seu blog e os textos que você posta aqui! Seguindo o blog!! Também escrevo e publico textos no meu blog, segue lá também? Obrigada!! http://amoreoxigenio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Inacreditável! O poema é incrível. Parabéns!
    http://paraleloindie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir