5 de julho de 2011

lou.cu. ra.¹

obs. pré-leitura: Algumas visões sobre loucura defendem que o sujeito não está doente da mente, mas pode simplesmente ser uma maneira diferente de ser julgado pela sociedade. Na visão da lei civil, a insanidade revoga obrigações legais e até atos cometidos contra a sociedade civil com diagnóstico prévio de psicólogos, julgados então como insanidade mental. - doce e clichê, wikipédia.


pr'eu morrer
basta viver
                sem vo-cê,                           talvez.

jazz, bossa nova
vinicius, chico, carlos drummond de andrade
                         nada MAIS me conforta
                                                  ALÉM
                                          do teu jeito inquieto fechando a porta.

pela boa artista (in)acabada que sou
olhar você, se torna um oficio,
este do qual eu me esforço mais do que qualquer leitura
mais do que qualquer vicio imutável
mais do que qualquer loucura quebrando a sanidade

eis, teus olhos
                    comédia da qual meu drama nunca se encaixará
                                                          céu,                                          ao léu.
véu?                                                       

3 comentários:

  1. Nossa, você escreve muito bem.

    Talvez (ou sempre) o gostar de alguém nos torna objeto deste, sem ele não vivemos (Talvez), mas o nosso definir (olhar) desta vai além de qualquer outro prazer, saciando todas as nossas vontades que escondem uma loucura (que todos vêem).

    Volto sempre!

    ResponderExcluir
  2. Cada um é louco da sua maneira, existe várias formas de interpretar esse louco sentimento ou essa louca pessoa. Mas ninguém vai entender melhor do que a própria pessoa que escreveu.

    Enfim, um beijo. Adorei o seu blog!

    ResponderExcluir
  3. "Só louco amou como eu amei,
    só louco quis o bem que eu quis..."
    ...
    Sabe que até o dia em que eu mesmo assumi meu lado romântico como sendo exatamente o meu lado 'louco', jamais me via como um louco?
    Beijão!
    ..............
    texticuloscronicos.blogspot.com

    ResponderExcluir