31 de outubro de 2010

volto á falar de amor.


Por alguns instantes eu me senti bem ,
como se nada pudesse me atingir ,
como se nada fosse me chatear,
e eu sei que foi você .

Pois só você me faz sentir como uma folha sobre o vento,
ou quente numa estação de inverno,
ás vezes uma tonta por acreditar em "para sempre",
mas não sei porque eu sinto que com você vai ser diferente,

Parece outro lugar outro silêncio ,
mas percebo que é só nossas mãos atadas,
fazendo barulho de novo começo,
porque agora tudo está claro,
você é a musica que eu quero cantar todos os dias,
é o poema que eu quero recitar numa praça movimentada,
é os dias em que eu quero passar sozinha á dois.

Se eu olho para seus olhos ,
é porque sei que neles enxergo além,
e que se a poesia acabar bem e o para sempre deixar,
seremos sempre nós, apenas dois , sem medo , juntos até o fim dos tempos.

8 comentários:

  1. Linda poesia. Adorei.


    Seguindo...

    http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema, diferentes de todos os outros que eu já li. Pois é, não curto muito poemas riri.

    ResponderExcluir
  3. Por que você escreve tão bem em? rsrs

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo, parabéns vc tem muito talento

    É de emocionar

    ResponderExcluir
  5. Cara, teu blog é simplesmente lindo.
    E nunca é demais falar de amor não é?


    eu amo amar!

    ResponderExcluir
  6. Oláááá Nati( oh as intimidades rs) Adoreiii.. Nossa vou passar a te segur e desfrutar de seus belissimos textos..Sério viu!!

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  7. Obrigado querida. Bom fim de semana para ti.

    Beijos

    ResponderExcluir